px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Museu > Distrito de Coimbra > Concelho de Lousã >
Relevo da Fachada do Tribunal da Lousã

Autor: Joaquim Correia

Localização: Lousã, Freguesia da Lousã, Av. S. Silvestre, n.º 125

Data de Inauguração: 1982

Promotor: Ministério da Justiça

Materiais: Bronze

Dimensões: 206cm x 130cm

Descrição/ Tema: Relevo alusivo à Justiça, integrado na fachada principal do edifício do tribunal da Lousã. É de arte contemporânea, constituído por vários símbolos da justiça - uma figura feminina erecta, sem venda nos olhos, que segura na mão esquerda as Tábuas da Lei, alusivas à “Lei das 12 tábuas” e na direita segura ao alto, “um ramo de louro”, alusivo a um código representativo da lei, e de ambos os lados, como se emergissem por detrás da figura feminina, surgem 4 representações iconográficas cada qual com uma faixa inscrita com o nome que simboliza, “Força, Justiça, Prudência e Temperança”. Esta obra apresenta alguma rigidez formal que lhe concebe um caracter hierático, fugindo à plasticidade que Joaquim Correia emprega em grande parte das suas esculturas, como por exemplo em dois monumentos de Leiria, o de Francisco Rodrigues Lobo e o de Afonso Lopes Vieira, algo intimistas. No entanto, não deixa de ser uma obra dentro do já defendido pelo artista “... a escultura não existe sem uma função, seja decorativa seja comemorativa, independentemente do espaço onde se situa. Não é nem nunca foi uma arte sem finalidade, nem uma ausência de sentido...” (PEREIRA, 2005).

Historial: O relevo foi encomendado a Joaquim Correia pelo Ministério da Justiça, para a fachada do edifício do Tribunal da Comarca da Lousã (projecto da autoria do arquitecto Luís Amoroso Lopes), inaugurado em 1982.

Bibliografia: DIAS, Pedro, REBELO, Fernando, Lousã a Terra e as Gentes, ed. Câmara Municipal da Lousã, 1985;

PEREIRA, José Fernandes, Dicionário de Escultura Portuguesa, pg. 156 – 161, Lisboa 2005;

IHRU: http://www.monumentos.pt, 2009-03-30;

Ministério da Justiça: http://www.mj.gov.pt/sections/o-ministerio/historia-do-ministerio/simbolos/, 2009-03-30.

Fotógrafo: Jorge Neves

Ano de Registo Fotográfico: 2005
 Relevo da Fachada do Tribunal da Lousã px

 
Itens no mesmo Distrito