px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Museu > Distrito de Coimbra > Concelho de Coimbra >
BUSTO DE ANTÓNIO JOSÉ DE ALMEIDA

Autor: Cabral Antunes (1916-1986)

Localização: Coimbra, no cruzamento das Ruas António José de Almeida e Nicolau Chantrene; Coordenadas: N 40° 12' 48.86", W 8° 25' 31.76"

Data de Inauguração: 5 de Outubro de 1984

Promotor: Câmara Municipal

Materiais: Bronze, pedra e alvenaria

Dimensões: Base: 10cm x 105cm x 105cm; pedestal: 185cm x 65cm x 65cm; busto: 62cm x 50cm (apx.).

Descrição/ Tema: Busto moldado em bronze, de inspiração realista, à semelhança de outras obras de Cabral Antunes, nomeadamente o Busto de Manuel Braga (1958) localizado no Parque Dr. Manuel Braga, e o Busto de Manuel Estrela localizado no Seixo, Concelho de Mira. Encontra-se no entroncamento da Rua Nicolau Chantrene com a Rua José António de Almeida, num pequeno largo. Assenta sobre um pedestal paralelepipédico vertical, integrado num canteiro, que se encosta a um elemento parietal em alvenaria rebocada, ligeiramente curvado, contendo uma pequena lápide em pedra com uma inscrição alusiva ao homenageado, ladeada por duas fitas metálicas com as cores da bandeira nacional.

Historial: O monumento foi promovido pela Câmara Municipal, que encomendou a obra ao escultor Cabral Antunes, vindo esta a ser inaugurada em 1984 por ocasião das comemorações da implantação da República, em homenagem a António José de Almeida (1866-1929). Republicano opositor do regime monárquico, assumiu quando foi instaurada a república em 1910, a pasta do Interior do Governo Provisório Republicano, enfrentando na altura graves problemas sociais que provocaram grandes divergências entre outros republicanos, nomeadamente com Afonso Costa. Tendo José António de Almeida protagonizado, no meio desta conjuntura, a divisão do partido republicano, criando o partido Republicano Evolucionista (1912-1919). No entanto entre 1916-1917, integrou o governo da “União Sagrada” que veio a chefiar, acumulando com a pasta das Colónias. Em 1919 foi eleito presidente da República, só vindo a sair na altura em que terminou o seu mandato, em 1921. Caso único, durante toda a vigência da República Parlamentear (anos de grande convulsão social), à exceção de José António de Almeida, nenhum outro presidente conseguiu manter-se no poder até ao final do mandato.

Bibliografia: NUNES, Mário, Estátuas de Coimbra, Coimbra 2005;
http://maps.google.pt/, 2011-10-26;
António José de Almeida. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2011. [Consult. 2011-10-26]. http://www.infopedia.pt/$antonio-jose-de-almeida>.

Fotógrafo: Paulo Abrantes

Ano de Registo Fotográfico: 2004

 BUSTO DE ANTÓNIO JOSÉ DE ALMEIDA px

 
Itens no mesmo Distrito