px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Museu > Distrito de Aveiro > Concelho de Aveiro >
JARDIM IMAGINÁRIO

Autores: Peça 1: Rui Matos; Peça 2: Susana Piteira; Peça 3: José Maria; Peça 4: Luís Cruz; Peça 5: Volker Schnüttgen

Localização: Aveiro, Freguesia de Vera Cruz, Zona da Forca – Vouga, na margem direita da Ribeira de Vilar.
Coordenadas: Peça 1 - N 400 38´19´´; W 80 38´24´´; Peça 2 - N 400 38´18´´; W 80 38´21´´ Peça 3 - N 400 38´16´´; W 80 38´19´´Peça 4 - N 400 38´16´´; W 80 38´17´´Peça 5 - N 400 38´15´´; W 80 38´15´´

Data de inauguração: 25 de Outubro de 1997
Promotor: Câmara Municipal de Aveiro com a colaboração da Associação da Indústria de Cerâmica da Região de Aveiro
Materiais: Barro Vermelho
Dimensões: Peça 1 GPS: 3,70m x 0,90m x 0,55m; Peça 2 GPS: altura variável de 0,08m x0,35m x 0,05cm com comprimento de 8,00m e de largura variável entre 1,45m x 0,18m x 0,75m; Peça 3 GPS: 3,52m x 0,55m x 0,54m; Peça 4 GPS: 4 colunas com 4,00m de altura x 0,18m de diâmetro / 1 elemento com 6,15m de altura com diâmetro irregular tendo na base 0,49m / 1 elemento, com 3 lagartos, com 4,25m de altura com diâmetro irregular tendo na base 0,70m; Peça 5 GPS: 3,4m x 1,26m x 0,59m

Descrição: Conjunto de cinco peças escultóricas em barro vermelho dispersas num espaço verde denominado Jardim Imaginário. Junto a cada peça encontra-se uma placa cerâmica, assente em bloco de cimento, com inscrição identificativa do seu autor, local e data de execução (Setembro de 1997).
No extremo Noroeste da área verde, ao lado da primeira peça, pode ler-se numa placa alusiva ao conjunto escultórico, do mesmo material das várias placas identificativas, mas de maiores dimensões, a seguinte inscrição: “1.º Simpósio de Escultura em barro vermelho / Câmara Municipal de Aveiro em colaboração com a Associação da Indústria de / Cerâmica da Região de Aveiro – CIBAVE / 25 de Outubro de 1997”.
Historial: O Iº Simpósio de Escultura em Barro Vermelho resultou de uma acção concertada entre a Câmara Municipal de Aveiro e a CIBAVE (Associação da Indústria de Cerâmica da Região de Aveiro). Com este evento pretendeu-se sensibilizar a comunidade em geral e os jovens artistas locais, em particular, para as potencialidades de um material comum na Região de Aveiro – o barro vermelho.
Ao conjunto seria atribuído o nome de Jardim Imaginário, “uma vez que tem a ver com o facto de cada visitante poder criar a sua própria história, identificando e criando novas imagens para cada uma das cinco esculturas” (Diário de Aveiro, 27.10.1997). Para além de toda subjectividade inerente à criação artística, estas peças constituíram o primeiro exemplo de escultura, em barro vermelho, exposto ao ar livre, no nosso país.

Bibliografia: Em homenagem ao barro vermelho, Jardim Imaginário inaugurado na Forca, Diário de Aveiro, 27 de Outubro de 1997, p. 8.
Jardim Imaginário (1997) [desdobrável de apresentação do 1º Simpósio de Barro Vermelho].
Fotografo: José Meneses
Ano de Registo Fotográfico: 2005


 JARDIM IMAGINÁRIO px