px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Distrito de Leiria > Concelho de Nazaré >
Peça do mês no Museu Dr. Joaquim Manso | Nazaré

Peça do mês no Museu Dr. Joaquim Manso | Nazaré px
1/1/2018 a 31/1/2018
Janeiro 2018


Abílio de Mattos e Silva (Sardoal, 1908 – Lisboa, 1985)
Casario da Nazaré, 1934
Óleo sobre tela, 69x56 cm
Legado de Abílio de Mattos e Silva e Maria José Salavisa de Mattos e Silva (autor e esposa), 1986
MDJM inv. 122 Pint.

Em janeiro, no ano em que se comemoram os 110 anos do seu nascimento,
destacamos uma obra de Abílio, pintor icónico da Nazaré.

Esta composição de um trecho urbano da Nazaré tradicional foi pintada em 1934, período em que o autor viveu nesta localidade.

Abílio foi pintor e ilustrador, elegendo a Nazaré e Óbidos como dois cenários fundamentais do seu trabalho. Natural do Sardoal, tendo iniciado o Curso de Direito em Lisboa, acaba por optar pela função pública e é nessa qualidade que vive na vila piscatória nos anos 1930. Mas, a partir de 1936, com a peça "Tá-Mar" de Alfredo Cortez, apresentada em Lisboa, Abílio inicia uma longa e notável carreira como cenógrafo e figurinista, traduzida em incontáveis realizações no domínio do Bailado, da Ópera e do Teatro.

Nas suas pinturas a óleo ou a aguarela, o autor reproduziu este e outros recantos da Nazaré, marcada pelo casario branco, ruas estreitas e pátios, sempre povoados por elementos da comunidade em diálogo, à conversa ou envolvidos nas suas atividades diárias. O seu interesse pela valorização do património da Nazaré, aliado ao seu trabalho de figurinista, conduzem-se a um exaustivo e pormenorizado levantamento sobre as características do traje tradicional da região, que reunirá no livro “O Trajo da Nazaré”, editado já nos anos 1970.

É também ele uma das primeiras vozes a defender a criação de um Museu da Nazaré, em 1955, intenção que se viria a concretizar apenas nos anos 1970.

O Museu Dr. Joaquim Manso possui uma assinalável coleção de desenhos, aguarelas e óleos de Abílio, legadas à instituição em 1986 (assinalando o 10º Aniversário da Inauguração), pela esposa do artista, a decoradora Maria José Salavisa de Mattos e Silva.


+ Informação sobre Abílio em http://matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Entidades/EntidadesConsultar.aspx?IdReg=57145&EntSep=5#gotoPosition

+ Informação sobre esta pintura em http://matriznet.dgpc.pt/MatrizNet/Objectos/ObjectosConsultar.aspx?IdReg=287162

Local

Museu Dr. Joaquim Manso

Outras informações

Museu Dr. Joaquim Manso
Rua D. Fuas Roupinho
2450-065 Sítio | Nazaré
telef. 262562801
e-mail: mjmanso@drcc.gov.pt
http://mdjm-nazare.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/MuseudaNazare
Horário: terça-feira a sexta-feira | 10h00 -12h30 | 14h -17h30


Áreas

Eventos no mesmo Distrito

Eventos no mesmo Concelho

 

* A informação aqui apresentada foi disponibilizada pelas Câmaras Municipais e/ou agentes culturais. A DRCC declina a responsabilidade sobre qualquer erro e/ou omissão.