px acessibilidade mapa do site contactos pesquisa área de entidades copyright       
px
px Delegação px Noticias px Eventos px Entidades px Museu px Formulários px FAQ px Hiperligações px Procedimentos Concursais Comuns px Contratação Pública px
px
px
Distrito de Leiria   Distrito de Coimbra   Distrito de Coimbra (2)   Distrito de Viseu   Distrito de Aveiro   Distrito de Aveiro (2)
px

Distrito de Viseu > Concelho de Castro Daire >
Exploradores da Serra - Teatro Regional da Serra do Montemuro

Exploradores da Serra - Teatro Regional da Serra do Montemuro px

foto de Lionel Balteiro

px
9/6/2017 a 12/8/2017
Estreia 9 de junho de 2017

9 de junho - Lousada
10 de junho - Castro Daire
14 de junho - Santiago do Cacém
15 de Junho - Porto Côvo
18 de junho - Mezio (Castro Daire)
1 de julho - Municipio de Arouca
6 de julho - Barcelos
7 de Julho - Mões (Castro Daire)
8 de Julho - MIMARTE Braga
9 de Julho - Coêdo (Vila Real)
13 de Julho - Tavira
14 de Julho - Coimbra
15 de Julho - Cujó (Castro Daire)
20 de Julho - Évora
26 de Julho - Alvarenga *
27 de Julho - Grandola *
29 de Julho - São Martinho de Mouros (Resende)
30 de Julho - Termas do Carvalhal (Castro Daire)
1 a 6 de Agosto - Freguesias do Município Santiago do Cacém
8 de Agosto - Cabril (Castro Daire)
9 de Agosto - Castro Verde
12 de Agosto - Festival ALTITUDES (Aqui em Campo Benfeito!)


EXPLORADORES DA SERRA
texto e encenação de José Carretas


Um grupo de uma aldeia serrana visita a cidade para levar pessoas de volta para a sua aldeia, porque na serra há cada vez menos gente, quase ao ponto da desertificação.
A Aldeia chama-se Manta Comprida.
Os serranos chamam-se:
Abel Pinga-Amor
Beatriz Trovoada
Eduardo Bom Pastor
Leonor Carne Assada
Paulo Feijoca
Manel Fala-Fala

Se não fosse a implementação das torres eólicas no alto da serra, nunca se teria quebrado o enguiço de uma pequena aldeia de Montemuro: séculos e séculos de completo isolamento, que provocaram uma forma singular de viver. O fechamento ao exterior, o cruzamento dentro da própria comunidade, a forte presença dum animismo ancestral determinaram pequenas diferenças por exemplo, linguísticas, e até genéticas (em Manta Comprida, todos os 9 habitantes são coxos e um pouco estranhos da cabeça).
Mas o vento trouxe dinheiro e o dinheiro trouxe novas possibilidades. A gente de Manta Comprida invade a cidade para conseguir aliciar novos habitantes que venham viver para aldeia. Se o conseguirá ou não, depende só da disponibilidade do público, porque viver na aldeia é muito bonito, mas hoje em dia, por estranhos inexplicáveis motivos, ninguém quer ir para lá viver.


Texto e Encenação de José Carretas Cenografia e Figurinos de Ana Limpinho Direção Musical de Ana Bento Interpretação de Abel Duarte, Beatriz Wellenkamp, Eduardo Correia, Leonor WellenKamp, Manuel Brásio e Paulo Duarte Construção de Cenários e Adereços Carlos Cal e Maria da Conceição Almeida Costureiras Capuchinhas crl e Maria do Carmo Félix Desenho de Luz Paulo Duarte Direção de Cena Abel Duarte Direção de Comunicação e Produção Paula Teixeira
1

Local

Vários

Outras informações

Teatro Regional da Serra do Montemuro
Travessa Principal, N.º 1 Campo Benfeito
3600 – 371 Gosende
Portugal

Telef: (+351) 254 689 352 (Escritório)
Telef: (+351) 254 689 597 (Espaço Montemuro)
Telem: (+351) 919 518 393

t.montemuro@gmail.com
teatromontemuro@gmail.com

Áreas

 

* A informação aqui apresentada foi disponibilizada pelas Câmaras Municipais e/ou agentes culturais. A DRCC declina a responsabilidade sobre qualquer erro e/ou omissão.